FICHA TÉCNICA
Poesias: Solano Trindade
Roteiro: Renato Farias
Direção Geral: Orlando Caldeira e Renato Farias
Elenco: Adriano Torres, André Américo, Breno Ferreira, Drayson Menezzes, Eudes Veloso, Jorge Oliveira, Leandro Cunha, Lucas Sampaio, Orlando Caldeira, Rodrigo Átila e Thiago Hypólito
Direção Musical: André Muato
Direção de Movimento: Orlando Caldeira
Direção de Atores: Drayson Menezzes
Assistente de Direção: Thati Moreira
Direção de Arte: Raphael Elias
Assistente de Arte: Uirá Clemente
Figurino: Isaac Neves e Júlia Marques
Iluminação: Rafael Sieg
Designer: Juliana Barbosa
Videomaker: Thiago Sacramento
Fotografia Artística: Thiago Sacramento e Leandro Cunha
Assessoria de Imprensa: Duetto Comunicação
Direção de Produção: Eudes Veloso
Produção Executiva: Thati Moreira e Thiago Hypolito
Idealização: Renato Farias
Produção: Saideira Produções
Realização: Coletivo Preto e Companhia de Teatro Íntimo

Em cada cidade que viveu, Solano Trindade emprestou seu corpo, voz e poesia para lutar contra à opressão aos negros e pobres e para construir um mundo de justiça e solidariedade. O espetáculo “Negra Palavra | Solano Trindade” traz à cena teatral o nome de Solano enaltecendo sua importância na trajetória da poesia e da escrita preta brasileira.

1/1

… a grande força desse trabalho, veio da percepção de que as poesias de SOLANO são profundamente atuais. Assim, buscamos entender como suas palavras reverberam nos atores hoje, para intuir uma projeção do poeta no futuro. A dramaturgia, composta apenas por poesias, e a construção do espetáculo feita, em sua grande maioria, por artistas e criadores negros, deu origem a um trabalho que dialoga com o Brasil atual e, através do pensamento e da sensibilidade de SOLANO, aponta caminhos de beleza, afeto, resistência e luta” – afirma Renato Farias, roteirista e diretor do espetáculo.

Na concepção do espetáculo, a musicalidade e o corpo negro são tão importantes quanto a palavra, respeitando, assim, um estar no mundo pela ótica negra. Todas as dimensões do poeta estão representadas na seleção das poesias, nas marcações do espetáculo e nas músicas executadas pelos atores em seus próprios corpos.

Em todas as áreas de criação, execução e produção do projeto, uma maioria absoluta de profissionais negros. Dos 23 artistas criadores, 21 são negros. Assim, na direção e no elenco, bem como na produção, direção de arte, fotografia, vídeos, assessoria de imprensa, designer gráfico, cenário, figurinos, o olhar preto constrói uma linguagem que resulta em cena como a tradução contemporânea da obra de Solano Trindade.

O ‘Poeta do Povo’ atravessou o século XX como homem negro, artista, militante, apaixonado, pai e defensor da igualdade entre os povos. Papéis que propõem questões que seguem atravessando, em pleno século XXI, todos os integrantes da ficha técnica do espetáculo.

© COMPANHIA DE TEATRO ÍNTIMO desde 2005

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now